quinta-feira, 2 de julho de 2009

Wir ♥ Brasilien

Último dia de curso. Saio de casa sem vontade alguma de assistir aula e me arrastando só porque é o último dia e eu nao quero perder. Gosto muito daquele povo, e saber que dificilmente vamos nos ver todos juntos de novo (nem hoje nos vimos) me deixa um pouco triste. Entao saí de casa disposta a assistir aula e depois sair com eles pra comer e beber alguma coisa.
A aula seguiu seu curso de sempre e eu nao me orgulho de dizer que apesar de nao ter estudado absolutamente nada nos últimos cinco dias, eu me saí muito bem. E na saída fomos eu, Manola e Givanna (as duas italianas) procurar um lugar legal pra elas matarem o que as matava. Entramos num lugar pertinho da estacao, que chama (fala como lê) "Omas Apotheke", farmácia da Vovó, que de farmácia nao tem nada, mas enfim... É um restaurante antigo com decoracao curiosa. Uns objetos do século passado ou retrasado, e vários pôsteres de cosméticos do mesmo século dos objetos, provavelmente. Muito legal.
Elas pediram cada uma um prato, e os dois estavam deliciosos apesar de imensos. Nem uma das duas conseguiu chegar ao final, e eu nao estava com fome entao só provei um pouquinho de cada. ^^
A Giovanna trabalha aqui no restaurante de uma prima, claro, restaurante italiano, e lá pelas tantas a prima e uma amiga da prima também chegaram, e sentaram conosco, e conversamos até mais de onze horas, uma conversa descontraída como há muito eu nao tinha com desconhecidos.
A Roberta (a prima) mora em Hamburgo há muitos anos e fala italiano, inglês, alemao e espanhol, e um pouquinho-inho de português.
Ela me contou que é apaixonada por Bossa Nova, e que há muitos anos ela viu aqui (!!) em Hamburgo um show da Bebel Gilberto!!! Que ela tem todos os CDs e é superfä. Convidei ela pra assistir o Gilberto Gil comigo (vai ter Gilberto Gil aqui dia 20 de Julho!!) e ela super empolgou, mas infelizmente elas vao estar na Itália no dia... =/
Ela falou também de uma amiga que ela tinha que era italiana, casada com o cônsule do Brasil aqui, ou algo assim, e ele falava muito bem italiano, "mas com aquele lindo sotaque brasileiro, delicioso!"
Há! Achei lindo, ela toda apaixonada pelo meu país e pelo meu idioma, e pela música quase esquecida pela grande maioria no Brasil... É por essas e por muitas outras que eu volto, sim, eu volto.

\o/

Um comentário:

Filipe Barata disse...

cara, que legal! ja perdi a conta de quantos brasileiros e coisas relacionadas ao Brasil tu já viste por ai... incrivel!